Ger Lift

Creme remineralizante e lifting

Este produto, GER LIFT da GERnétic, em forma de creme, é um verdadeiro LIFTING BIOLÓGICO do rosto e pescoço.
Composto por 6 ativos biotecnológicos, com matérias ativas extraídas do mundo marinho. CREME com ação refirmante, penetra facilmente na pele e permite obter resultados espetaculares, imediatos e duradouros. Alisa a pele restituindo o seu brilho e luminosidade. Estimula a síntese da matriz extracelular.

Propriedades

  • Creme de fácil penetração e de efeito rápido.
  • Refirmante da pele e estimulante da respiração cutânea.
  • Estimula a síntese da matriz extracelular.
  • Colagénio I: + 117%.
  • Colagénio IV: + 327%.
  • Estimula a produção de glicosaminoglicanos.
  • Aumenta a respiração celular em 131%.
  • Estimulante do fator de crescimento celular em 35%.
  • Ativo estimulador antirrugas, redução que combate as mesmas em 16% a 20% durante 3 semanas.
  • Regeneração, nutrição e estimulação celular.
  • Verdadeiro refirmante do tecido cutâneo, sem efeitos secundários nem irritações.
  • Produto muito confortável no uso quotidiano.

Composição
a) Lipossoma, de diâmetro de 100 nm a 150 nm, contendo peptídeos de pequeno tamanho, obtidos por fermentação de enterobactérias, cultivadas em peptona.
b) Pentapeptídeo
AÇÃO: Aumenta significativamente a síntese do colagénio I, do colagénio IV e da fibronectina – efeito sobre os fibroblastos de fraca densidade: pele envelhecida.
c) Microalgas: Porphyvridium cruentum (família das Rodofíceas), colocadas em cultura com lactobacilos. Esta alga é rica em vitaminas (B1, B2, B6, B12, C, PP e E), ácidos gordos polinsaturados, polissacarídeos sulfatados e proteínas.
d) Sedimentos Marinhos: conchas de Ostra, das quais são extraídos:
Zinco: cicatrização e estimulação do colagénio;
Cobre: síntese da elastina e do colagénio, ação antirradicais livres, enzima tirosinase (síntese da melanina) e antioxidante da queratina;
Manganésio: entra na composição da superóxido dismutase;
Cobalto: constituinte essencial da vitamina B12.
Contém igualmente Sódio, Potássio, Cálcio e Magnésio.
e) Peptídeos obtidos por hidrólise de proteínas de peixes magros.
f) Algas:

  • Espirulina: a mais rica fonte de proteínas: 50 a 70 % (soja: 35 %, carne: 20 %). Alga muito estudada no Japão e nos Estados Unidos para dar resposta aos problemas da fome no terceiro mundo. Em cultura, a Espirulina atinge 40 toneladas por hectare num ano = 24 toneladas de proteínas. (1 hectare de Milho não produz mais do que 400 Kg).
    As Espirulinas são facilmente digeríveis (não contêm celulose). Ricas em vitaminas E e β-caroteno, Fósforo, Ferro, Magnésio, Manganês e Zinco.
  • Clorela: algas verdes com 40% a 60% de proteínas.
    Elevado teor em Clorofila, numerosos aminoácidos, em particular:
    Alanina, Glicina, Prolina e Lisina.
    80% dos peptídeos têm um peso molecular inferior a 6.000 Daltons: portanto a penetração cutânea é muito rápida.