Fitoterapia

Fitoterapia

A cura pela natureza

Já todas as pessoas beberam pelo menos por uma vez um chá para determinada situação. Chá de camomila para problemas digestivos, chá de funcho para os intestinos, boldo e dente de leão para as questões hepáticas e digestivas, valeriana para uma boa noite de sono, entre outras. Não é novidade alguma os efeitos benéficos que as plantas podem realizar. Uma alternativa natural aos medicamentos químicos, a fitoterapia pode ser utilizada isoladamente ou em conjunto com os medicamentos convencionais para prevenir e combater um sem número de maleitas comuns e até várias doenças, desde a fadiga, obesidade e inflamações, às perturbações respiratórias, cardiovasculares, gastrointestinais, urinárias e nervosas, entre muitas outras. As propriedades terapêuticas das plantas medicinais curam os desequilíbrios do organismo, restaurando o funcionamento pleno do sistema imunitário, sem correr, na maior parte das vezes, o risco de sentir efeitos secundários.

 

 

culto do chá

 Existe muitas lendas e mitos no que respeita à origem do chá. A mais conhecida conta que a sua origem remonta desde há 5000 anos, na China, no reinado do Imperador Sheng Nong, um governante justo e competente, amante das artes e da ciência e conhecido como o Curandeiro Divino.

O Imperador preocupado com as epidemias que devastavam o Império do Meio decretou um edital que exigia que todas as pessoas fervessem a água antes de a consumirem.

Certo dia, quando o governador chinês passeava pelos seus jardins, pediu aos seus servidores que lhe fervessem água enquanto descansava debaixo da sombra de uma árvore. Enquanto esperava que a água arrefecesse, algumas folhas vindas de uns arbustos caíram dentro do seu copo, atribuindo à água uma tonalidade acastanhada. O Imperador decidiu provar surpreendendo-se com o sabor agradável. A partir deste momento ficou adepto do chá, induzindo o seu gosto ao seu povo.

 

 Desde então a utilização das plantas alastrou-se por todo o reinado chinês. Iniciou-se nessa altura o estudo das suas funções e indicações terapêuticas e posteriormente, aprofundou-se também o estudo sobre a utilização de alguns minerais, constituindo a matéria médica oriental conhecida hoje por nós.

Uma vez que é difícil a obtenção e conservação no ocidente de muitos dos constituintes da matéria médica oriental, os mesmos são processados e comercializados em comprimidos, cápsulas ou em extrato líquido. Existe uma vasta gama de fórmulas que combinam diferentes constituintes para atingir determinado efeito terapêutico.

A Fitoterapia ocidental, é também ela parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa. Através dos seus princípios é recomendado ao paciente a utilização de algumas poucas plantas em forma de “chá”, que deverá ser ingerido diariamente durante um período determinado pelo Especialista.

A prescrição de produtos fitoterápicos visa promover o tratamento em conjunto com as restantes técnicas e vertentes da Medicina Tradicional Chinesa, com o objetivo de tratar e/ou prevenir doenças, sejam elas internas ou externas e tendo também a vantagem de fazer durar e promover o efeito terapêutico pretendido, uma vez que são tomadas diariamente pelo paciente até á próxima consulta ou até se atingir o efeito desejado.

 

 

Fitoterapia

SP Clinic corpo&mente - Clínica e Centro de Fitoterapia e Matéria Médica Oriental em Lisboa, no Largo do Rato e próximo das Amoreiras. Tratamento a base de plantas para as mais variadas condições. No centro de Lisboa, perto de si.