Ventosaterapia

ventosaterapia em lisboa

"Onde as agulhas não funcionam, deve aplicar moxabustão. Se ainda assim não se obtêm bons resultados, coloque ventosas!"

 

A ventosaterapia é um tratamento no qual se utilizam as ventosas e é parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). Esta forma de terapia é utilizada desde os tempos remotos em quase todas as civilizações, como a europeia, oriental, africana e indígena. Os índios usavam cornos de animais e faziam o vácuo sugando o ar com a boca, já os orientais costumavam empregar o bambu, enquanto que na Europa desenvolveu-se a ventosa como a conhecemos hoje, empregando a utilização do vidro.

A ventosa funciona como um mecanismo que permite a troca gasosa, visando purificar o sangue através da pele. A limpeza do sangue pela respiração é o método mais simples, básico e comum dos seres vivos.

A ventosa foi uma das técnicas usadas por Hipócrates. Ainda hoje, nos templos da Grécia, encontram-se símbolos relacionados com a prática da ventosaterapia, existindo ainda vestígios de desenhos nas cavernas do homem pré-histórico. Atualmente a ventosa ainda é muito utilizada em hospitais da China e no restante do mundo principalmente pelos especialistas de Medicina Tradicional Chinesa, uma vez que a Medicina Ocidental já há muito tempo que abandou a sua utilização, tendo sido preterida possivelmente pelos fármacos.

A terapia através do vácuo da ventosa, permite diminuir a pressão atmosférica sobre a pele, criando uma pressão negativa que por sua vez ativa o movimento das células. Estes impactos de pressão negativa permitem também, acelerar a circulação sanguínea removendo os bloqueios, fortalecer a respiração da pele e a consequente limpeza do sangue através da rede de capilares. É um método seguro e sem efeitos secundários que promove uma grande sensação de bem-estar aliado aos benefícios para saúde que promove.

Consiste no “puxar” as células doentes do sangue do interior para a superfície do corpo, através do efeito de sucção. O efeito de sucção criado permite a abertura dos poros e a ativação dos capilares, para que as toxinas sejam eliminadas através da troca gasosa, favorecendo a oxigenação do sangue e a circulação sanguínea.

O chamado “tratamento negativo” através das ventosas apresenta os seguintes efeitos:

  • Mantém pH do sangue numa faixa de acidez ligeira, entre 7,2 a 7,5, aumentando a vida média dos glóbulos vermelhos;
  • Limpa os glóbulos vermelhos degenerados;
  • Aumenta os níveis de cálcio do sangue;
  • Fortalece os vasos sanguíneos;
  • Ativa a secreção hormonal;
  • Acelera a digestão;
  • Elimina a dor;
  • Reduz a febre;
  • Combate a tosse;
  • Trata a intoxicação por substâncias químicas, remédios e gases;
  • Elimina as toxinas;
  • Acalma o nervosismo;
  • Especialmente indicado para as doenças de Rim, Fígado e Pulmões;
  • Controla a hipertensão e arteriosclerose;
  • Combate a alergia;
  • Fácil de aplicar. As ventosas de silicone ou de plástico podem ser aplicadas em casa uma vez que não necessita de fogo para o efeito de sucção;
  • Combate as gripes e resfriados.

 

De acordo com os princípios da Medicina Tradicional Chinesa, as ventosas são utilizadas principalmente para dispersar, ou seja, remover os bloqueios/estagnações de Qi e Sangue. Por essa mesma razão é largamente empregada nos casos de dor, uma vez que todos os quadros dolorosos são resultantes de um processo de estagnação final. Apesar do seu efeito dispersante, as ventosas também podem ser utilizadas para nutrir as deficiências do organismo, a diferença estará no tipo de técnica e tempo de aplicação empregues nas mesmas.

Existem diferentes técnicas de aplicação das ventosas que podem ser utilizadas de acordo com o diagnóstico e função terapêutica: ventosa flash, fixa, móvel, com agulha e sangria. A estas técnicas de ventosas pode-se combinar a utilização do Gua Sha ou Moxabustão de forma a favorecer o tratamento.

É bastante comum a terapia com ventosas deixar algumas “marcas” ou hematomas. É um procedimento normal sem que haja qualquer tipo de agressão à pele ou outro tecido. Em algumas situações a zona marcada pode ficar bastante negra, enquanto que em outras poderá não acontecer rigorosamente nada. A diferença reside na condição de cada pessoa, por exemplo: marcas escuras representam estagnação de qi e sangue, enquanto que a ausência de marcas pode indicar deficiência de sangue, entre outros.

A ventosaterapia pode ser escolhida como forma de tratamento única ou ainda combinada com outras terapêuticas.

SP Clinic corpo&mente - Clínica e Centro de ventosaterapia em Lisboa, no Largo do Rato e próximo das Amoreiras. Tratamento com ventosas no centro de Lisboa, perto de si.