Drenagem Linfática Manual

Drenagem Linfática Manual - Terapia Vacuumlinfática Manual

Drenagem Linfática Manual

Terapia Vacuumlinfática Manual

Método Drª. Maria Inés Fernandez
Formadora e Presidente da Sociedade Italiana de TVM

O que é a Drenagem Linfática Manual

Drenagem linfática manual ou Drenagem Linfática Fisiológica Vaso Motora, resumidamente, baseia-se nas contrações dos gânglios linfáticos, cujo objetivo é estimular o sistema linfático a trabalhar num ritmo mais acelerado, levando a linfa para os gânglios linfáticos. Por este processo são eliminados os excessos de líquidos e as toxinas.

A drenagem linfática manual é realizada com manobras suaves, rítmicas e superficiais com movimentos de deslizamento sobre o trajeto dos vasos linfáticos e de compressão (bombeamento) na região dos linfonodos (gânglios).

A drenagem linfática manual é uma terapia muito especializada e requer, por parte do terapeuta, conhecimento da técnica de drenagem e precisão nos movimentos e pressão a ser exercida porque cada paciente necessita de cuidados e manipulações específicas aplicadas a cada caso.

Estudos científicos sobre a Drenagem Linfática Manual

Os primeiros sinais históricos relacionados com o estudo do sistema linfático aconteceram em 1622 quando o italiano Asceli mostrava pela primeira vez na Universidade de Padova as contrações dos vasos linfáticos. Jean Pecquet em 1647 descreveu a “Cisterna de Chyli” e em 1876 Sappey desenhou um mapa ainda hoje válido descrevendo os valores linfáticos e os linfonodos do corpo humano. Porem somente no nosso século nasceu a "linfologia", ou seja, o estudo da linfa e dos líquidos intersticiais.

A teoria da linfo-terapia Manual teve como precursor o prestigioso medico Emil Vodder, (nasceu em Copenhague - Dinamarca, em 20 de fevereiro de 1896) que se dedicou ao estudo das ciências biológicas, enfatizando a importância do sistema linfático, periférico e profundo, considerando a linfa como “fluído claro”; em seu registro mais geral, como um líquido intra e extracelular, humoral (interstício), que está em todas as vias linfáticas e em todos os gânglios. No princípio dos anos trinta (em 1932) nasce sua ideia de descobrir uma técnica manual para a saúde e publica suas investigações teóricas e práticas em revistas de saúde.

Em Copenhague, na Dinamarca. Dr. Emil e Estrid Vodder, sua esposa, cuja especialidade era a Naturopatia, começaram a aplicar a Drenagem Linfática Manual em seus pacientes, que apresentavam os gânglios linfáticos do pescoço edemaciados, e que padeciam de enfermidades crônicas das vias aéreas respiratórias superiores (sinusite, rinite, faringite...), com resultados muito bons. Em 1940, eles fundaram a primeira escola e clínica em Copenhague. O casal se dedicou a formar milhares de instrutores do seu método em toda a Europa, transmitindo assim os seus conhecimentos.

No entanto foi Kislin que descobriu que os vasos linfáticos são constituídos por diversos segmentos valvulares. Esta nova descoberta abriu grandes possibilidades de estudo aos pesquisadores do sistema linfático.

Entre outros importantes estudiosos do sistema linfático, relembramos particularmente Alexis Carrel, premio Nobel pela cultivação "in vitro" de células vivas, que confirma a grande importância da linfa na vida e até mesmo na renovação do líquido intersticial. Foi ele um dos fundadores do moderno sistema de transplante de órgãos. Carrel demostrou que as células sobreviveriam se o liquido linfático fosse renovado, fundando assim o método da regeneração da pele. Com seus estudos científicos demonstrou como as células se renovam e vivem mais tempo através do crescimento contínuo de "linfa fresca".

O que é o sistema linfático?

O sistema linfático é constituído por capilares, vasos, ductos e gânglios linfáticos O líquido que flui nos vasos linfáticos chama-se linfa e tem uma concentração idêntica ao plasma, exceto pela baixa concentração de proteínas.

A linfa é um fluído que contém linfócitos e anticorpos. Este sistema também ajuda na circulação de outros fluídos corporais e nutrientes essenciais.

O fluxo linfático inicia-se nas redes de capilares, quando o fluído intersticial é recolhido dos vários tecidos e órgãos. A drenagem prossegue até aos vasos coletores.

Interpostos nesta circulação, existe um ou vários grupos de gânglios linfáticos, locais onde a linfa tem acesso à circulação sanguínea através do suprimento vascular sanguíneo do gânglio.

O sistema linfático é uma rede aberta, composto por vários capilares ao contrário do sistema cardiovascular.

O sistema linfático é um mecanismo de defesa do organismo que protege o corpo contra doenças. Também ajuda na expulsão e destruição de substâncias tóxicas ou corpos estranhos no organismo.

O sistema linfático atua para o equilíbrio e manutenção da saúde. Ele ajuda na coleta do líquido intersticial, filtrados por capilares, que é rico em proteínas e posteriormente devolve-o à corrente sanguínea.

A principal função do sistema linfático é a de transporte de linfa para todo o corpo. Ele também defende o corpo de muitas doenças infeciosas.

Por exemplo os edemas e retenção de líquidos no organismo acontece quando o sistema linfático não esta capaz de depurar estas zonas, ou seja, quando há uma sobrecarga no sistema linfático, acontece uma estagnação desses líquidos.

Quer a Terapia Vacuumlinfática Manual ou a Drenagem linfática manual são ambas as manobras ou técnicas de massagem muito similares e seguem o sentido linfático, o terapeuta, através da ficha de anamnese deverá optar pela manobra adequada a cada caso especifico.

Indicações para a drenagem linfática manual

  • Pré-operatório
  • Pós-operatório
  • Linfedema
  • Fibroses
  • Edemas
  • Varizes
  • Acne
  • Celulites
  • Pernas cansadas, pesadas
  • Artroses, artrites
  • Hematomas
  • Dores menstruais
  • Stress
  • Cansaço
  • Insónia
  • Obstipação
  • Ansiedade
  • Fibromialgia
  • Hipertensão
  • Eliminação de ácido lático
  • Recuperações pós cirúrgicas
  • Na estética para rugas, flacidez, adelgaçar
  • Auxiliar nos tratamentos de emagrecimento
  • Entre outras situações, após cuidadosa anamnese.

Benefícios da TVM ou Drenagem Linfática Manual

  • Regula o equilíbrio do organismo
  • Melhora, estimula as defesas do sistema imunológico
  • Atua na circulação de retorno
  • Desintoxica o organismo
  • Atua no sistema nervoso, promove um estado de tranquilidade
  • Baixa a pressão sanguínea
  • Estimula a função renal
  • Regula as funções intestinais
  • Estimula o sistema linfático

Contraindicações da TVM ou Drenagem Linfática Manual

A aplicação desta técnica requer uma rigorosa análise por parte do terapeuta para excluir fatores de risco associados a saúde. É uma técnica que beneficia o estado de saúde em geral, mas nos seguintes casos não é permitida:

  • Infeções Agudas
  • Inflamações
  • Sintomas de Febre
  • Flebites e tromboflebites
  • Hipertiroidismo
  • Cancro
  • Asma
  • Insuficiência cardíaca
  • Hipotensão
  • Doente renais descompensados
  • Leucemia
  • Gravidez
  • Tuberculose ganglionar

Porque receber uma drenagem linfática manual?

A drenagem linfática manual pode ser realizada em qualquer momento, não sendo necessário estar acometido de alguma das situações descritas para receber este benefício.

Logo no início de uma sessão de drenagem linfática manual nota-se como o corpo relaxa e sente-se uma calma e tranquilidade muito agradáveis.

Após a drenagem linfática manual tudo parece mais harmonioso.

Fale connosco e agende uma avaliação para maiores informações.

SP Clinic corpo&mente - Clínica e Centro de Drenagem Linfática Manual em Lisboa, no Largo do Rato e próximo das Amoreiras e Campo de Ourique. Massagem específica para ativação do sistema linfático. No centro de Lisboa, perto de si.